A incidência de alterações gástricas após as festas de fim de ano é comum por conta dos exageros alimentares e das mudanças de hábitos. Desconforto no estômago, azia e refluxo esofágico são os principais sintomas que aparecem no período pós-festas, tendo em vista o alto consumo de alimentos gordurosos e em maiores volumes. A mucosa gástrica, quando há ingestão de álcool e de gordura em grandes quantidades, sofre lesões que comprometem a liberação adequada de ácido clorídrico e o processo de digestão. Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia, cerca de 70% da população brasileira podem apresentar sinais e sintomas relacionados ao funcionamento inadequado do sistema digestivo, especialmente inflamação da mucosa. O documento da federação destaca que as causas estão ligadas a erros no hábito alimentar, podendo-se destacar a superalimentação das festas de dezembro. O cuidado do desequilíbrio gástrico é realizado por meio de estratégias específicas. Os objetivos são alívio dos…

Faça o login para ver o restante deste conteúdo!

Ou cadastre-se para ter acesso a este conteúdo e a notícias científicas direcionadas ao profissional da saúde com os temas mais relevantes, informações sobre nutrição magistral e novas ferramentas para a prática clínica. É grátis!

Já sou Cadastrado Quero me cadastrar