A dieta cetogênica é uma das dietas mais difundidas ultimamente devido ao seu potencial em emagrecimento, performance esportiva e mental. Desde o começo do século 20 é utilizada para perda de peso e de gordura, no tratamento da síndrome metabólica, da obesidade e do diabetes, além de outras aplicações que vêm sendo pesquisadas. Essa dieta é caracterizada pela maior ingestão de gorduras (entre 80-90% das calorias) e restrição em carboidratos e proteínas pelo consumo maior de alimentos de origem animal, tais como carnes, peixes, lácteos, ovos e certos vegetais com baixo carboidrato. Esta composição de macronutrientes induz uma mudança metabólica, assim, aumentando a oxidação de gordura e a produção dos corpos cetônicos pelo fígado, mais conhecida como “cetose”, em que são utilizados como substratos metabólicos alternativos para tecidos extra-hepáticos. Dessa forma, em um metabolismo cetogênico, o organismo utiliza tanto as gorduras provenientes da alimentação quanto as gorduras armazenadas no corpo…

Faça o login para ver o restante deste conteúdo!

Ou cadastre-se para ter acesso a este conteúdo e a notícias científicas direcionadas ao profissional da saúde com os temas mais relevantes, informações sobre nutrição magistral e novas ferramentas para a prática clínica. É grátis!

Já sou Cadastrado Quero me cadastrar