Atualmente, o desequilíbrio do peso corporal observado na população é justificado por diversas razões. Segundo o Ministério da Saúde, mais da metade da população encontra-se acima do peso, em torno de 59%, sendo que 76% já estão classificados dentro da categoria overfat – excesso de gordura corporal. A alimentação desequilibrada, o sedentarismo diário, o aumento da tecnologia e o crescimento do mercado que fornece alimentos cada vez mais ultraprocessados e acrescidos de substâncias químicas podem ser classificados como principais fatores para essa epidemia. A ciência mostra que a compulsão alimentar principalmente por alimentos específicos (doces e salgados), é prevalente em 2 a 6% de pessoas com obesidade e caracterizado por diversas manifestações na fisiologia do organismo. Quais fatores podem estar relacionados à compulsão alimentar? Uma revisão científica, feita por Feijó e colaboradores (2011) evidenciou a importância do conhecimento dos mecanismos fisiológicos para o controle do balanço energético, sugerindo que a…

Faça o login para ver o restante deste conteúdo!

Ou cadastre-se para ter acesso a este conteúdo e a notícias científicas direcionadas ao profissional da saúde com os temas mais relevantes, informações sobre nutrição magistral e novas ferramentas para a prática clínica. É grátis!

Já sou Cadastrado Quero me cadastrar