Ao contrário do que se imagina, uma das maiores preocupações estéticas do público masculino é com a queda acentuada e gradativa de cabelos, fazendo com que eles busquem recursos para evitar essa condição, incluindo, a alimentação e o uso de produtos específicos. Na prática clínica, a alimentação e a nutrição magistral andam lado a lado no tratamento nutricional do paciente com esse tipo de incômodo, cada vez mais prevalente entre os homens.

A estrutura capilar parte dos folículos que se estendem na derme para a superfície da pele. Sua composição é à base de queratina. A fibra capilar é formada com a queratinização das células epiteliais, que estão distribuídas em quatro unidades estruturais: cutícula, córtex, cimento intracelular e medula. No cabelo saudável, as camadas são completamente unidas e seladas, devido às proteínas e lipídeos naturais dos fios. Em relação a função hormonal envolvida, os hormônios masculinos sofrem conversão pela enzima 5-alfa-redutase, responsáveis pela miniaturização do fio e com consequente queda de cabelo em condições de desequilíbrio.

A alimentação faz parte de todo cuidado, principalmente para prevenção da alopecia androgenética masculina, causada pela quantidade excessiva de hormônios masculinos. A deficiência nutricional pode reduzir a densidade capilar, normalmente associada à diminuição da ingestão de vitaminas, aminoácidos e minerais. Os principais envolvidos são: zinco, ferro, silício, vitamina C, biotina, metionina e cistina. Esses nutrientes atuam, de forma geral, como cofatores na queratinização e formação estrutural do fio. Portanto, a ingestão alimentar deve conter todos os grupos que forneçam esses componentes em quantidades significativas.

Junto a isso, a prescrição de fórmulas manipuladas é o ponto-chave para um planejamento nutricional completo nessa prevenção. A Galena fornece um ativo destinado para isso: ActrisaveTM, é composto por antocianinas e micronutrientes contidos no arroz negro, associados aos flavonoides advindos da flor do cacto que também compõe o ativo. Ambos, garantem o efeito sinérgico na redução da miniaturização do fio capilar, inibindo a enzima conversora 5-alfa-redutase, e reduzindo assim a queda do fio.

Assim, a associação alimentar que forneça esses compostos funcionais, incluindo o arroz negro, mais a prescrição deste ativo citado, é a conduta nutricional ideal para os homens que se preocupa com a saúde dos cabelos ou que tenha a alopécia androgenética.

 

REFERÊNCIAS

 MULINARI-BRENNER, F; SOARES, I. F. Alopécia androgenética masculina: uma atualização. Revista Ciências Médicas, Campinas, v. 18, n. 3, p. 153-161, 2009.

LOBO, I; MACHADO, S; SELORES, M. A alopecia androgenética na consulta de tricologia do Hospital Geral de Santo António (cidade do Porto, Portugal) entre 2004 e 2006: estudo descritivo com componente analítico. An. Bras. Dermatol., Rio de Janeiro, v. 83, n.3, p. 207-211, June. 2008.

Posologia: Administrar 1 cápsula ao dia.

Dica Galena Nutrition: Actrisave™ é o finasteride-like, pois reduz a queda capilar pela inibição da enzima 5-a-redutase devido à presença de peptídeos sinalizadores e um blend de nutrientes.

Posologia: Administrar 1 dose ao dia.

Dica Galena Nutrition: Actrisave™ é o finasteride-like, pois reduz a queda capilar pela inibição da enzima 5-a-redutase devido à presença de peptídeos sinalizadores e um blend de nutrientes. O resultado é potencializado com a associação de Collyss® e Vitamina C, pois o Collyss® é um peptídeo de colágeno marinho, tipo I, para aumentar a expressão de queratina no fio de cabelo e, a Vitamina C possui ação antioxidante reduzindo os danos sobre os fios.

(44)