Os benefícios da atividade física regular já estão mais do que comprovados pela ciência e pela prática clínica. O incentivo profissional, associado à alimentação nutricionalmente equilibrada que atenda às necessidades demandadas, devem ser priorizados no atendimento. Entretanto, como tudo em excesso se torna prejudicial, com atividade física não é diferente. Quando realizada de forma intensa, e com grande frequência, pode levar ao comprometimento das articulações e ao impacto na estrutura óssea e muscular.  Apesar dos homens praticarem mais exercícios, em torno de 41,2% no seu tempo livre, segundo a pesquisa da Vigitel (2013) as mulheres tiveram um aumento maior desta prática, em torno de 19,5%, em cinco anos. Isso faz com que os cuidados necessários com as articulações sejam estabelecidos adequadamente, pois o público feminino apresenta mais prevalência de desenvolvimento de doenças articulares e ósseas.

Para isso, a alimentação se torna a grande aliada para prevenção de lesões decorrentes do exercício físico de alta intensidade, sendo também um fator protetor contra fraturas ósseas ocasionadas pelo impacto. Os principais alimentos que requerem atenção são os com poder anti-inflamatório, ricos em compostos bioativos capazes de modular as reações de cascata inflamatória. O gengibre é um importante alimento que atua no aumento da expressão de superóxido desmutase, glutationa e glutationa redutase, no fígado, demonstrando significativa redução na inflamação crônica. Outro alimento que mostrou potente ação anti-inflamatória é o inhame, com compostos que apresentam capacidade de inibir a cicloxigenase-2 (COX-2) e a lipoxigenase-5 (LOX-5). Todas essas reações possuem ação direta na inflamação gerada pelo estresse físico articular, decorrente de atividade física intensa ou doenças reumatológicas. Outro aspecto que mostra relação com a queda do desempenho é a disfunção óssea, que tem um pico de perda por volta dos 35 anos de idade em homens e mulheres. Após essa idade, as mulheres perdem aproximadamente 1% de massa óssea por ano e aproximadamente 6% durante os primeiros 5 anos pós-menopausa. Assim, a adequação de alimentos fonte de cálcio e magnésio, principalmente os vegetais verde-escuros, se torna ainda mais fundamental neste período, ainda mais com a prática de atividade física associada.

Concomitantemente, as fórmulas manipuladas também auxiliam na prevenção de lesões lesionar, sendo normalmente usadas como coadjuvantes da alimentação. Por isso, a suplementação com as fórmulas manipuladas torna-se uma importante ferramenta para se alcançar resultados mais satisfatórios e completos. Diante disso, a Galena fornece a associação dos ativos ideais para atender os pacientes de forma personalizada, de acordo com sua individualidade bioquímica, e aspectos clínicos observados durante o atendimento. Nutrosa® é obtido a partir de um novo silício biológico que consiste na forma líquida e altamente biodisponível do ácido ortossilícico, um elemento componente do tecido conjuntivo do corpo que promove a densidade e resistência dos ossos, cartilagens, ligamentos e tendões, entre outros tecidos, e age no estímulo da biossíntese de osteoblastos, na síntese e estabilização das fibras de colágeno e no aumento da mineralização da matriz extracelular.

Aliado a este, Boswe® AKBA 10% é um ativo que promove uma potente ação anti-inflamatória, através da inibição da 5-Lipoxigenase (5-LOX), que bloqueia a biossíntese de leucotrienos, diminuindo assim a cascata de inflamação encontrada nos desconfortos articulares. Por fim, pensando em forma preventiva de lesão muscular, o CherryPURE® e um liofilizado de cerejas amargas, ricas em antocianinas e outros compostos fenólicos que modulam a inflamação em exercícios de alta intensidade, por reduzir a atividade de COX-2 e a concentração de promotores inflamatórios como TNF-α, atuando também como antioxidante, pela modulação da atividade da superoxido dismutase (SOD) e glutationa peroxidase (GSH). A associação da suplementação em conjunto com os alimentos citados anteriormente, potencializam os benefícios na redução da inflamação descrita.

REFERÊNCIAS

PUJOL, Ana Paula. Nutrição Aplica à Estética. Rio de Janeiro: Rubio, 2011.

STULTS-KOLHMAINEN, M; SINHA, R. The effects of stress on physical activity and exercise. Sports Med., v. 44, n. 1, p. 81-121, Jan. 2014.

Posologia: Pingar 10 gotas em ½ copo de água ou suco e administrar imediatamente.

Dica Galena: Contém alta biodisponibilidade de silício que favorece a síntese de colágeno e o crescimento das células ósseas, resultando em um tecido ósseo e cartilaginoso saudável.

Posologia: Administrar 1 dose ao dia.

Dica Galena: Boswe® AKBA 10% atua como potente coadjuvante na ação anti-inflamatória através da inibição da 5-Lipoxigenase (5-LOX) e inibição da sinalização do fator de transcrição nuclear NF-Kβ.

Posologia: Administrar 1 a 3 doses conforme necessidade.

Dica Galena: Devido a rica composição em antocianinas e polifenois presentes no CherryPURE® apresentam ação anti-inflamatória, pois são inibidores da enzima COX-2 (ciclo-oxigenase 2) e estimulam a expressão da SOD (superóxido dismutase) e GSH (glutationa peroxidase), reduzindo o estresse oxidativo no tecido muscular. Somada a estas ações esta rica composição modula também os níveis de cortisol, consequentemente atenua o catabolismo muscular. Estas ações combinadas promovem a recuperação do tecido muscular promovendo condições ideais para pratica esportiva nas variadas modalidades.

(12)