A chegada do frio e o clima seco são condições expressivas do inverno que afetam diretamente a imunidade do corpo. Tanto a redução da temperatura, quanto da umidade relativa do ar predispõem a inflamações e infecções das vias aéreas e queda da imunidade. Isso ocorre porque nosso organismo precisa manter a temperatura interna mesmo com as quedas de temperatura do ambiente e devido às condições atmosféricas que, com a baixa umidade, há menor dispersão dos poluentes, maior circulação de vírus e bactérias e maior aglomeração de pessoas em ambientes fechados. Por tudo isso, no inverno ocorre mais infeções como gripes e resfriados e manifestações alérgicas. Os dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) apontam que aproximadamente 30% da população brasileira apresenta algum tipo de condição alérgica, sendo a rinite e asma as mais predominantes e agravantes nesta estação.

Quando falamos de imunidade, além das complicações relacionadas ao clima, outras condições estão associadas à sua queda, como hábitos de vida, exposição prolongada a poluentes e componentes alergênicos e até mesmo exercícios físicos de alta intensidade. Além disso, já se sabe que o sistema imunológico também está diretamente relacionado com a saúde do sistema gastrointestinal, que desempenha um papel central na homeostase do sistema imunológico, sendo a principal via de contato com o ambiente externo, sobrecarregado diariamente com estímulos externos, como patógenos (bactérias, protozoários, fungos, vírus) ou substâncias tóxicas

A imunomodulação feita a partir da alimentação especializada e complementação magistral é uma estratégia promissora para cuidar da saúde no inverno. São considerados nutrientes imunomoduladores a vitamina D (presente no ovo e peixes), o ômega-3 (sementes de chia, linhaça e peixes) e a glutamina (carnes e leguminosas). Além disso, como já citado, o intestino tem influência direta na ativação e no funcionamento das células imunológicas, o que evidencia a importância dos cuidados com o equilíbrio deste órgão mediante a melhora da microbiota pelo consumo regular de fibras e probióticos.

Nutrição magistral imunomoduladora

Apesar de existirem medicamentos específicos para tratar tais desordens imunológicas e alérgicas, as opções magistrais naturais associadas a uma alimentação adequada promovem mais qualidade de vida para os pacientes, além de contribuir para o controle dos sintomas, que ficam mais acentuados nesta época do ano. Como alternativa natural e eficiente para modular o sistema imune, a Galena® fornece a combinação ideal de ativos magistrais. Cada um possui um mecanismo de ação específico para aumentar as defesas das células imunológicas, seja em relação a processos alérgicos ou à promoção da integridade da barreira intestinal para evitar a passagem de xenobióticos e toxinas associados a infecções. Nucleotides® é um extrato produzido a partir do processo de fermentação da levedura Saccharomyces cerevisiae padronizado em nucleotídeos. A ingestão de nucleotídeos na dieta aumenta a concentração de seus produtos de degradação no sangue e na urina, responsáveis por ativar as respostas imunes. Assim, Nucleotides® atua induzindo resposta imunológica celular via Th1. Os níveis de determinadas citocinas ‒ como interleucina -12 (IL-12), interleucina-2 (IL-2) e interferon γ (INFγ) ‒ encontram-se aumentados nesses casos, sendo extremamente importantes na resposta imune celular, uma vez que elas são as principais associadas à ativação de células T para aumentar a resistência contra patógenos. Na resposta humoral, este ativo é capaz de reduzir a concentração no sangue de imunoglobulina E – IgE, presente na reação alérgica e aumentar a concentração de imunoglobulina M – IgM, importante nas infecções de fase aguda e imunoglobulina A – IgA, responsável pela proteção da mucosa.

No intestino, Nucleotides® atua no aumento da proliferação e diferenciação celular, potencializando a concentração da proteína da mucosa, de DNA e das vilosidades no lúmen intestinal. Todas essas ações têm consequências benéficas para a saúde do órgão, impedindo a entrada de patógenos no organismo e mantendo a microbiota saudável.

Para fortalecer ainda mais o sistema imunológico nessa época, Nucleotides® pode ser associado ao Pantescal®, extrato natural com eficácia comprovada no cuidado de processos alérgicos. O Pantescal® faz parte desse tipo de tratamento por ser composto por um blend de 4 extratos vegetais: botões da Alcaparra (Capparis spinosa); raiz de Ginseng (Panax ginseng); folhas da Groselha Negra (Ribes nigrum) e folhas da oliveira (Olea europaea), que atuam sinergicamente na redução de reações alérgicas, em especial daquelas causadas por alérgenos ambientais e, também, alimentares. Confira o mecanismo de ação de cada extrato na figura 1:

Figura 1 – Mecanismo de Ação de Pantescal®.

REFERÊNCIAS

CARUSO, M. et al. Effects of a new nutraceutical ingrediente on allergen-induced sulphidoleukotrienes production and CD63 expression in allergic subjects. International Immunopharmacology, 2008.

FERREIRA, J.; PINTO, F. Alergia alimentar: definições, epidemiologia e imunopatogênese. Rev Bras Nutr Clin, v. 27, n. 3, p. 193-8, 2012.

PASCHOAL, V.; NAVES, A.; FONSECA, A. Nutrição Clínica Funcional: dos princípios à Prática Clínica. São Paulo: Valeria Paschoal, 2007.

SABRA, A. Manual de Alergia Alimentar. 3. ed. Rio de Janeiro: Rubio, 2015.

BRASIL. Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia – ASBAI. Disponível em: <http://www.asbai.org.br/home.asp>. Acesso em: 25 jun. 2018.

 


Posologia: Administrar 1 dose ao dia
Comentário Galena: Nucleotides® contém alta concentração padronizada de nucleotídeos que fortalecem a imunidade, principalmente quando debilitada, promove proteção e melhora da integridade da barreira intestinal contra bactérias e penetração de toxinas, melhorando a resposta contra infecções, além disso, em combinação com o Pantescal®, reduz a resposta inflamatória exacerbada no processo alérgico.

Posologia: Administrar 1 dose ao dia
Comentário Galena: Nucleotides® contém alta concentração padronizada de nucleotídeos que fortalecem a imunidade, principalmente quando suprimida, em combinação com o Pantescal®, reduz a resposta inflamatória exacerbada no processo alérgico, assim modulando a liberação de IgE. A associação entre Vitamina C e Dimpless® promove a diminuição do estresse oxidativo, que está muito ativo no processo inflamatório.

Posologia: Administrar 1 dose ao dia
Comentário Galena: Pantescal® auxilia na redução de alergias, em especial, as respiratórias causadas por alérgenos ambientais. Nucleotides®, padronizado em 60% de nucleotídeos, favorece principalmente o fortalecimento do sistema imunológico por atuar induzindo resposta imune celular e resposta humoral, manutenção da saúde intestinal e melhora da resposta imunológica. Lavandullin é indicado para auxiliar no restabelecimento das funções imunológicas frente a gripes e alergias. A associação dos três ativos é interessante para potencializar o alívio dos processos alérgicos, dos sintomas de gripes e resfriados e do reforço da imunidade no inverno

(210)