A ingestão insuficiente de compostos bioativos pela alimentação inadequada constitui um componente de risco para as doenças crônicas não transmissíveis. Estes compostos interferem em alvos fisiológicos específicos, modulando a defesa antioxidante, frente a processos inflamatórios e mutagênicos relacionados à diversas funções. Assim, não há dúvida de que essas substâncias são essenciais para a manutenção da saúde.

O organismo, para manter seu funcionamento adequadamente, deve estar em equilíbrio constante. Esse processo de homeostase, onde todas as funções fisiológicas acontecem devidamente, sem interferências, é regulado por glândulas, que produzem hormônios responsáveis por tais ações. A tireoide produz os hormônios T3 e tiroxina T4, importantes para manter todas as reações de termogênese e geração de energia nas células, deixando o metabolismo ativo. O pâncreas é a glândula mista com a função de fornecer hormônios para o metabolismo da glicemia, e de secreção de enzimas digestivas.

Como fortes aliados a esse equilíbrio corporal, certos hábitos de vida precisam ser seguidos regularmente, desde a adoção de uma alimentação equilibrada e funcional e prática de atividade física regular, até a cessação de determinados fatores de rico como tabagismo e alcoolismo. Dentre a alimentação equilibrada, destaca-se majoritariamente a alta ingestão de compostos bioativos e fitoquímicos, como promotores primários dos mecanismos fisiológicos de todos os sistemas no organismo. Os principais a serem levantados são as fibras alimentares!

 Alimentação rica em fibras!

 Na alimentação, as ações das fibras relacionam-se principalmente à fermentação de seus componentes, que ocorre em todo o intestino, produzindo impacto sobre a velocidade do trânsito intestinal e produção de ácidos graxos de cadeia curta, que são responsáveis por balancear determinadas funções fisiológicas. Os principais alimentos a serem atribuídos na alimentação com esses componentes são as frutas, legumes, verduras, algas marinhas e cereais integrais, que fornecem fibras de todos os tipos!

 Complementação com produtos Galena

 A combinação de amido resistente com fibras prebióticas é mais do que benéfica à saúde! Por isso, a Galena fornece dois compostos que podem auxiliar no aporte diário desses componentes e promover efeitos sobre o metabolismo corporal, desde a melhora do funcionamento do intestino, até a modulação da glicose sanguínea. Ziam® e Fibregum B® são compostos por dois tipos distintos:

Quadro 1 – Características dos ativos Galena.

Ziam® Fibregum B®
Amido resistente proveniente do milho natural, com alto conteúdo de amiloses e fonte natural de fibras.  Fibra bifidogênica capaz de promover o aumento da proliferação de bactérias benéficas ao intestino.

 

Referências

 CANI, P; et al. Gut microbiota fermentation of prebiotics increases satietogenic and incretin gut peptide production with consequences for apetite sensation and glucose response after a meal. Am J Clin Nutr., v. 90, n. 5, p. 1263-43, nov. 2009.

BERNAUD, F; RODRIGUES, T. Fibra alimentar – Ingestão adequada e efeitos sobre a saúde do metabolismo. Arq Bras Endocrinol Metab., v. 57, n. 6, p. 397-405, abr. 2013.

QUITRAL, R. et al. Propiedades nutritivas y saludables de algas marinas y su potencialidad como ingrediente funcional. Rev. chil. nutr.,. v.39, n.4, pp.196-202. 2012.

 

Posologia: Administrar 1 sachê ao dia. Pode ser adicionado em alimentos ‘in natura’, como na banana amassada, em sucos ou em água.

Dica Galena Nutrition:

 

Posologia: Administrar 1 dose ao dia.

Dica Galena Nutrition:

Posologia: Administrar 1 dose 1 hora antes das 2 principais refeições.

Dica Galena Nutrition:

 

(3)