A prática de exercícios físicos, independente da forma como é feita ou do local em que é realizada, deve ser um hábito e estilo de vida. O cenário urbano e rural das cidades brasileiras está cada vez mais composto por academias ao ar livre (AAL), que, de modo geral, estão localizadas em lugares públicos como praças, parques e complexos esportivos, com o objetivo de estimular a atividade física na população de forma gratuita, além de promover um ambiente diferenciado das academias fechadas. Um estudo realizado na Universidade de Glasgow, com mais de 2 mil pessoas, relatou que correr, andar de bicicleta ou caminhar em áreas verdes diminui consideravelmente os níveis de estresse, tensão e depressão. De acordo com os autores, 5 minutos de exercícios junto à natureza podem melhorar o humor e a autoestima. Os esportes ao ar livre, também, exigem uma eficaz adequação nutricional, ainda mais se forem exercícios de alta resistência…

Faça o login para ver o restante deste conteúdo!

Ou cadastre-se para ter acesso a este conteúdo e a notícias científicas direcionadas ao profissional da saúde com os temas mais relevantes, informações sobre nutrição magistral e novas ferramentas para a prática clínica. É grátis!

Já sou Cadastrado Quero me cadastrar